CopiaMax
   
   
  Última atualização   15 de novembro de 2018 | 00:16:41
Contato

Paisagista leva jardim terapêutico para Oncologia da Santa Casa de Poços de Caldas


Incluída em: 24/10/2018 | 07:37


No último sábado (20), cerca de 10 voluntários ajudaram na reforma do jardim da Oncologia da Santa Casa. O trabalho foi orientada pela paisagista do Hospital, Iza Mara de Carvalho, que fez de forma voluntária um projeto voltado para trazer boas energias ao local. A verba para a reforma, R$ 4.100,00, foi arrecadada com doações dos próprios pacientes, com doações da comunidade local e de um jantar realizado no Restaurante Fenícia.

Iza Mara conta que basicamente um jardim terapêutico busca trazer cura para as pessoas e para a paisagem. A ideia foi melhorar o bem estar não apenas dos pacientes oncológicos, mas de todas as pessoas que frequentam este espaço.

"Quando foi fundado o Cacon, cheguei a implantar um jardim nesse mesmo local, mas percebi que as plantas não se desenvolviam da maneira esperada, foi aí que comecei a desenvolver um projeto terapêutico, onde, além da funcionalidade e da estética do jardim, trabalho com a energia das plantas. A ideia foi fazer uma mandala de vasos sob a jabuticabeira, pois tudo que dispomos de forma circular, orgânica, favorece a mobilidade dessa energia vital, tudo flui de forma mais leve, mais rápida, proporcionando um ambiente saudável, amoroso e feliz", explica a paisagista que, além da mandala de vasos, fez uma mandala terapêutica.

"Utilizei na pintura três plantas medicinais: a flor de alcachofra que, segundo a fitoenergética, elimina mágoas do passado, elimina tensão emocional, elimina os efeitos da quimioterapia e gera vitalidade; a Uva Ursi, que elimina o medo de falar e estimula a iniciativa para realizarem projetos; e por último a Angélica nacional, que ajuda a pessoa a vencer os medos e ter forças para vencer os desafios. Adesivamos também uma roseira, onde cada folhinha tem gravado o nome dos voluntários que ajudaram na realização do projeto. Em outra parede colocamos um texto reflexivo, bacana e bastante otimista, com uma outra maneira de olhar nossas dores, tudo pensado e escolhido com muito amor para trazer vitalidade e bons fluidos para o ambiente", conta Iza Mara.

Energia positiva

Rosimeire Azevedo é paciente da oncologia desde 2016 e conta que, ao chegar para seu tratamento nesta segunda e ver o jardim revitalizado, o sentimento foi de alegria. "A ideia de trazer energia positiva foi alcançada. Essas flores naturais, plantadas em vasos, trazem todo o sentimento da planta, da terra, da semente, o brotar de algo novo. Isso, aliado ao carinho das meninas que trabalham aqui, faz com que a cura fique mais próxima, posso sentir isso", relata Rosimeire.

A funcionária Alessandra de Oliveira Terra, assistente social da Oncologia, acompanhou a reforma do jardim em nome do hospital. Para ela, a harmonia das flores trouxe paz e vida para os pacientes. "É gratificante ver a vida, mesmo que seja em plantas e flores. Representa muito para os pacientes e para os funcionários também. Sabemos que a doença traz uma energia um pouco ruim, mas a gente sempre tenta fazer que os pacientes tenham uma carga boa, de paz, amor e esperança, que é o que eles precisam. Por isso essa iniciativa de reforma é fundamental", pontua Alessandra.         

O poder do voluntariado

A reforma do jardim da Oncologia só foi possível com o esforço do voluntariado da Santa Casa. Parte dos R$ 4.100,00 gastos na revitalização do jardim foram arrecadado com doações de pacientes, familiares e comunidade local e o restante através de um jantar realizado pelo Gaapo, no Restaurante Fenícia.  
       
"Nós fizemos esse jantar no Fenícia, que foi uma noite de boteco, onde parte do dinheiro arrecadado foi para revitalizar o jardim. A Iza tinha esse projeto terapêutico, que vai trazer mais alegria e mais vida para o lugar, e a gente só podia contribuir para que ele virasse realidade. Fico muito feliz que alcançamos esse objetivo e que os pacientes tenham gostado", conta a presidente do Gaapo, Claudia Rocha.    
                                            
Talita Fernandes Carvalho Godoi é professora da rede municipal e foi uma das voluntárias que ajudou na reforma do jardim. Ela já teve casos de câncer na família e sabe a importância da solidariedade em casos como esse.

"Eu conheço a Iza há algum tempo e ela me convidou para ser voluntária. Já tive casos de câncer na minha família e pensei que eu poderia ajudar de alguma forma, pois é uma coisa que pode acontecer tanto com algum familiar quanto com a gente mesmo. Dar um pouco de alegria para pessoas que passam por um momento tão difícil é muito importante. Então, se eu posso promover um pouco dessa alegria, fico muito grata em poder ajudar. Juntamos umas amigas, nos organizamos e foi um dia bem cheio, mas que a gente conseguiu fazer um trabalho bem bacana", comemora Talita.

ACS/Santa Casa
 

Pocos-Net 2017 3 Pocos-Net 2017 4 Pocos-Net 2017 5



ENQUETE

Sites Poços - Net | Anuncie | Central de Denúncias | Trabalhe na Rede Sulmineira de Provedores Ltda. | Política de Privacidade
© Copyright 1996-2013, Grupo Poços-Net - Todos os direitos reservados